Para quem é corredor uma boa fonte de carboidrato basta, e como basta! Carboidratos são responsáveis pelo fornecimento de energia ao organismo e dão, portanto, aquela forcinha extra no treino e no rendimento. Mas será que existe uma melhor fonte desses nutrientes?

O fato é que o melhor tipo de carboidrato depende muito do horário de consumo. Aqueles com maior índice glicêmico tem rápida liberação de glicose para o organismo e são ótimos para um pós-treino ou pós-prova, pois, rapidamente, repõem reservas energéticas. São eles: arroz, tapioca, bebidas isotônicas, biscoito de arroz e o cereal de milho.

Já os de índices glicêmicos mais baixos são melhores antes de treinos ou provas, pois liberam a glicose mais lentamente para o sangue. Dentre eles podemos citar a aveia, cereais integrais, inhame, batata doce, banana, massas integrais, pão integral, milho.

Atualmente muito se fala da batata doce, sendo a queridinha entre os atletas, sejam amadores ou profissionais, mas o consumo exclusivo dela nada mais é do que terrorismo nutricional. A batata doce é sim uma excelente fonte de carboidratos, menos calórica do que a batata inglesa, rica em fibras, vitaminas e minerais, mas que apesar de seus benefícios, não é tão superior em suas diferenças frente aos demais tipos de batatas.

Se compararmos o índice glicêmico entre as batatas, percebemos que a diferença entre a doce e a inglesa não é grande. A batata inglesa podia, portanto, ser também uma boa opção para refeição ou lanche pós atividade.

Dietas muito restritas ou monótonas são difíceis de serem mantidas e nem sempre garantem sucesso. O melhor a se fazer é sempre usar o bom senso, buscar um profissional para melhor orientação e alimentar-se de forma inteligente e saudável!

*Por Vanessa Gama. Nutricionista clínica, com experiência na área esportiva e estética há 12 anos, atuante em consultoria e assessoria nutricional. Palestrante e personal diet, presta atendimento e acompanhamento nutricional em consultórios e domicílios. CRN 06101172

COMENTÁRIOS