Que o Low Carb está na moda, isso não há dúvida. Muitos que desejam um corpo mais sarado têm aderido a essa estratégia nutricional. Mas será que de fato ela é boa para todos? Será que alguém em preparação para uma maratona deve ou pode aderir a essa modalidade de dieta?

Segundo estudos já realizados, a dieta Low Carb, ao contrário do que se imagina, pode sim prejudicar o desempenho de atletas e esportistas. Isso significa que aderir a moda sem o auxílio de um profissional pode ser uma grande armadilha para o seu resultado!

Carboidratos e gorduras podem ser utilizados como fonte de energia para o organismo. No caso de dietas Low Carb, com baixo teor de carboidratos, as gorduras acabam sendo a principal fonte de energia, o que não é ruim ou prejudicial, ela pode de fato suprir a demanda energética. O fato é que a gordura requer uma maior quantidade de oxigênio do organismo no processo de metabolização. O que significa que para uma determinada quantidade de gorduras o requerimento de oxigênio é maior do que para a mesma quantidade de carboidratos. Maior requerimento de oxigênio leva a uma maior demanda respiratória e consequentemente menor rendimento.

Portanto pode a dieta Low Carb interferir nos resultados de um corredor e/ou maratonista? Não só pode, como vai de fato influenciar.

Diferentes estratégias de emagrecimento, dietas da moda e jejum, parecem interessantes para algumas pessoas, mas se você tem em mente um bom resultado em uma corrida ou maratona, jamais adote qualquer conduta sem orientação de um nutricionista. Muitas vezes decisões que visam melhorias podem atrapalhar todo andamento e resultado.

Mas então qual a melhor dieta e estratégia para atletas e esportistas, corredores e maratonistas?

A resposta é: depende do seu organismo, da sua carga de exercícios, da sua predisposição a lesões, da sua capacidade de recuperação, da sua rotina, do seu hábito alimentar. Melhor dieta é aquela que funciona para você. Melhor estratégia é aquela adequada às suas necessidades. Melhor conduta é aquela que gera resultados para você. Não há melhor maneira de defini-la que não seja buscando um nutricionista habilitado. Busque sempre informação antes de toda e qualquer decisão, o resto será apenas consequência.

*Por Vanessa Gama. Nutricionista clínica, com experiência na área esportiva e estética há 12 anos, atuante em consultoria e assessoria nutricional. Palestrante e personal diet, presta atendimento e acompanhamento nutricional em consultórios e domicílios. CRN 06101172

COMENTÁRIOS